Quem cala consente - o marketing do esclarecimento

Jornal Indústria e Comércio
Segunda, 27 de Dezembro de 1994.
22ª edição da coluna – Página F1

O que existe de comum entre fabricantes de casaco de pele natural, produtores do famoso “Foie-gras” e a indústria madeireira?

 

Se você responder que todos estão vinculados com as benesses da natureza, acertou.

Mas, do ponto de vista de mercado, eles têm um problema. A opinião pública, fortemente influenciada pela mídia, por vezes parcial, faz uma imagem muito negativa destes setores.

Como na maioria das vezes estes segmentos se calam diante da divulgação das versões negativas de suas atividades, mesmo que sejam falsas, a versão acaba prevalecendo sobre a realidade, acarretando grande prejuízo de imagem para as empresas que atuam nestes segmentos.

Dentre as várias virtudes do marketing está a de corrigir distorções provocadas pela mídia, a fim de esclarecer e tranqüilizar a opinião pública e, principalmente, os potenciais consumidores de lindos visons, de patês de ganso ou de móveis de madeira. Em primeiro lugar, não se pode penalizar um setor inteiro por causa de algumas empresas inescrupulosas. Se é verdade que existem fabricantes de casacos de pele natural que abatem os indefesos bichinhos de forma cruel e sanguinária, não é menos verdade que existem aqueles fabricantes que criam os animaizinhos em fazendas e os abatem de maneira digna e indolor. Da mesma forma existem os produtores de “Foie-gras” que fazem a engorda do ganso de forma dolorosa e aqueles que não judiam dos animais. E há, por fim, os madeireiros que retiram da mata apenas as madeiras nobres e realizam o replante obrigatório.

Só para se ter uma idéia de influência da mídia na opinião pública, basta ver que os brasileiros foram levados a crer que os madeireiros são os principais responsáveis pelo desmatamento da Amazônia, quando na verdade , os grandes desmatadores são os agro pecuaristas que precisam de terra limpa para plantar e criar seu gado.

Para a opinião pública mudar esta falsa e negativa imagem dos setores acima citados, dentre outros, ela deve se pronunciar, divulgando seus aspectos positivos e verdadeiros. E, se são poucas as empresas sérias nestes segmentos, que agem com serenidade e respeito à natureza, melhor ainda, pois estas poucas serão privilegiadas, capitalizando este fato em seu benefício.

ALTA SATISFAÇÃO
Vindo a Curitiba para palestra, semana passada, através do Ibef e do IBMEC, uma das mais brilhantes cabeças do Brasil contemporâneo, o economista Roberto Campos.

BAIXA SATISFAÇÃO
Originalidade é um aspecto inerente ao marketing. Interessante notar que a Rede Globo, extremamente original em várias áreas, exibe pela enésima vez “Roberto Carlos Especial” no fim de ano!

 


Sady Bordin, 49 anos, é co-piloto da Trip Linhas Aéreas, palestrante, professor e consultor de marketing.

Depoimentos

Esta muy sencilo y fácil de digerir.

Ing. Eduardo
México